Perdi o DUT: O que fazer? Como tirar segunda via?

Não sabe onde está o documento de transferência do carro? Daí surge à pergunta: “Perdi o DUT, o que fazer?” Neste texto, vamos falar como tirar a segunda via.

O Documento Único de Transferência (DUT), na prática não existe mais, pois agora é chamado de Certificado de Registro de Veículo (CRV).

Entretanto, o termo DUT ainda é bem conhecido, em especial pelas pessoas mais velhas, já que até 1985 era o termo usado para o documento.

A partir da homologação do Registro Nacional do Veículo (RENAVAM), em que é possível acessar todo o histórico do veículo desde a fabricação até o término de sua vida útil, o DUT deu lugar ao CRV.

O CRV é um documento que precisa ser liberado no momento na compra de um veículo e também é alterado quando o carro muda de proprietário ou sofre modificações.

Isso porque, o processo de compra e venda de um veículo é baseado na assinatura do proprietário atual no documento de transferência.

perdi o dut

Como tirar a segunda via do DUT


Perdi o DUT, o que fazer? Como este documento não é necessário portar no veículo no momento de dirigir, muitas vezes os proprietários esquecem onde o colocaram ou até mesmo o deixam em locais em que o papel pode se prejudicar pela umidade, ação do tempo ou proliferação de insetos.

Se esse for o seu caro, é preciso solicitar um novo documento no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN). Para pedir a segunda via do CRV, são necessários os seguintes documentos:

  • RG (original e cópia);
  • CPF (original e cópia);
  • Comprovante de residência de até três meses (original e cópia);
  • Procuração registrada em cartório quando a solicitação não for realizada pelo proprietário do veículo;
  • Boletim de Ocorrência (B.O) comunicando a perda ou roubo/ furto do documento.

O motorista também vai precisar preencher uma requisição para a emissão da 2ª via do CRV/ CRLV, que geralmente se encontra disponível no site do DETRAN, mas também pode ser solicitada em um posto de atendimento do órgão.

Com esses documentos em mãos, é preciso se dirigir ao DETRAN para fazer a vistoria do veículo.

No mesmo dia, é possível dar entrada para a conferência do documento e preenchimento do formulário do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM).

Uma guia de arrecadação é emitida e após o pagamento, o condutor deve retornar ao DETRAN para solicitar a emissão da 2ª via do documento.

A taxa para a vistoria e expedição para a 2ª via do CRV varia de acordo com o estado, sendo uma média de R$ 90,00 a R$ 160,00. O ideal é pesquisar junto ao DETRAN de sua cidade quanto vai precisar pagar.

Em geral, o documento precisa de alguns dias para ficar pronto e ser enviado pelos Correios ao domicílio do motorista. Por isso, é recomendável não deixar para a última hora.

No caso do veículo ter algum tipo de débito, como pendência no licenciamento, IPVA, Seguro DPVAT ou multas em aberto será preciso à quitação para que a segunda via seja emitida.

Vale ressaltar, que quando a segunda via do CRV é solicitada, um novo Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) também é emitido. O CRLV é o documento que torna legal a circulação do veículo e concede direito de tráfego ao condutor.

Na retirada da segunda via, não é permitido realizar a modificação dos dados que já constam no registro. Para isso ser feito, é preciso solicitar a alteração de informações do CRV.

Conseguimos tiras suas dúvidas sobre “Perdi o DUT, o que fazer?” Vale lembrar que esse documento é essencial para um processo venda ou transferência de propriedade um veículo.

Assim, é essencial manter este documento em um local seguro e de fácil acesso!

Vale a pena ler também: