Prova do Detran para tirar carteira: Como é feita?

Você está em processo de retirada da CNH e quer saber como é a prova do DETRAN para tirar carteira é feita? Neste texto vamos falar sobre isso!

Como etapa obrigatória para tirar à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), os candidatos precisam passar por duas provas exigidas pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN): uma com o conteúdo das aulas teóricas e outra prática.

Muitas pessoas temem a prova do DETRAN para tirar carteira em relação a não ter aprovação de primeira, mas você vai ver que não é bicho de sete cabeças, sendo totalmente possível ser aprovado nos dois exames.

E, caso você não seja, pode repetir o processo.

Como é realizada a prova teórica do DETRAN


A prova teórica é feita logo depois que é cumprida a carga horária de aulas do curso teórico.

Esta prova é baseada no conteúdo necessário de acordo com a Resolução Nº 168/2004 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), que inclui:

  • 18 horas aula sobre legislação de trânsito;
  • 16 horas aula sobre direção defensiva;
  • 4 horas aula sobre noções de primeiros socorros;
  • 4 horas aula sobre noções de proteção e respeito ao meio ambiente e convívio social no trânsito;
  • 3 horas aula com noções acerca do funcionamento do veículo.

A prova teórica deve ter no mínimo 30 questões e o candidato deve acertar o mínimo de 70% das questões

Ou seja, se a prova for de 30 questões, o aluno deve acertar o mínimo de 21 respostas.

No caso de não ser aprovado, o exame pode ser repetido depois de 15 dias da divulgação do resultado.

prova do Detran para tirar carteira

Como é feita a prova prática do DETRAN


A prova prática do DETRAN é feita após o curso prático de direção veicular.

A carga horária de aulas práticas é de no mínimo de 25 horas para a categoria B (carros) e 20 horas para a categoria A (motos).

Após o cumprimento das aulas, é possível marcar o exame prático, que para a categoria B é feito em duas etapas, que são:

  1. Estacionar em vagas que vão estar delimitadas por balizas removíveis;
  2. Conduzir o veículo em via pública, urbana ou rural.

O exame para à habilitação categoria A (moto) é feito em uma pista com largura de 2 metros contendo os obstáculos que irão das aprovação ou não ao candidato.

De acordo com o artigo 17 da Resolução Nº 168 do CONTRAN, esses obstáculos são:

  1. Ziguezague (slalow) que tenha no mínimo quatro cones alinhados com distância entre eles de três e meio metros;
  2. Prancha ou elevação com no mínimo oito metros de comprimento e que tenha 30 cm de largura e de altura com entrada chanfrada;
  3. Sonorizadores com réguas de largura e espaçamento de oito centímetro e altura de dois centímetros e cinco milímetros, na largura da pista e dois e meio metros de comprimento;
  4. Duas curvas sequenciais de 90º noventa graus em formato de “L”;
  5. Duas rotatórias circulares que permitam manobra em formato de oito.

No exame de ambas as categorias são estabelecidas uma pontuação por cada erro cometido.

Se o candidato somar três pontos em faltas é reprovado. Há também faltas eliminatórias que desclassificam o aluno de forma imediata.

Com a aprovação no exame prático, o motorista recebe a Permissão Para Dirigir (PPD), que é válida por um ano e pode ser usada para dirigir em qualquer via do território nacional.

Se durante esse tempo não cometer nenhuma infração de natureza grave ou gravíssima ou reincidir em uma infração média, a CNH definitiva é concedida.

Agora que você já sabe como é a prova do DETRAN para tirar carteira, basta estudar bastante o conteúdo teórico e, para a prova prática em que é comum o nervosismo e o medo de não conseguir fazer o solicitado, tentar ficar calmo para fazer o que sabe e se sair bem no exame.

Vale a pena ler também: