Exame de vista para habilitação: Como funciona? Qual o valor? Onde fazer?

Você vai tirar ou renovar a CNH é quer saber como funciona o exame de vista para habilitação? Neste texto vamos falar sobre isso!

Para retirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) o candidato precisa passar por exames de aptidão física e mental e avaliação psicológica antes de iniciar os cursos de teoria e prática.

O exame de aptidão física e mental avalia se o candidato possui condições de saúde para a condução de um veículo.

Como parte do exame de aptidão física tem o exame oftalmológico que faz a avaliação da capacidade visual do motorista.

O exame deve ser realizado em uma clínica credenciada ao Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN). O valor do exame médico varia de acordo com o estado, mas em média custa de R$ 80,00 a R$ 150,00.

Se estiver tudo certo com o exame de vista, o candidato é considerado apto. Contudo, há aqueles que são tidos como apto com restrição, ou seja, que precisam do uso de lentes corretivas para dirigir com segurança.

Há ainda o parecer de inapto temporariamente e inapto, caso a pessoa tenha alguma patologia que possa contraindicar a condução.

Vale ressaltar os exames de aptidão física e mental também são repetidos no ato de renovação da CNH a cada cinco anos para motoristas até 65 anos e a cada três anos para motoristas com mais de 65 anos ou que possuam alguma condição clínica que precise de observação, como a epilepsia, por exemplo.

exame de vista para habilitação

Como é o exame de vista para tirar a CNH


No exame de vista para habilitação, o candidato vai ter sua visão para longe avaliada.

Há também um teste de visão cromática em que os candidatos a motoristas precisam ser capazes de reconhecer as luzes do semáforo em posição padronizada, conforme está previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

No teste de vista, uma imitação de semáforo com luzes nas cores e posições tidas como padrão no Brasil é usado.

Vale ressaltar, que a Resolução nº 452/ 12 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) possibilita que a identificação da mensagem de sinal aberto (verde), atenção e redução de velocidade (amarelo) e fechado (verde) pode ser feita tanto pelas cores quanto pela posição (para pessoas daltônicas).

A identificação da mensagem a partir da luz emitida possibilita que pessoas que possuem daltonismo, que é um distúrbio visual caracterizado pela afetação na distinção de cores primárias (amarelo, azul e vermelho) e do verde possam tirar a CNH.

As melhores lentes para motoristas


Se você usa lentes corretivas, precisa fazer o exame as usando. Para pessoas que usam óculos com lentes multifocais, o foco deve ser mantido sempre na parte superior da lente, que é a área que corresponde à visão de longe.

Os vícios de refração fazem com que a visão de contraste fique reduzida. Isso pode ser corrigido com o uso de lentes polarizadas na cor âmbar durante o dia e à noite, para reduzir o ofuscamento, recomenda-se o uso de lente amarela.

Já as lentes corretivas fotossensíveis são as mais indicadas para dirigir contra o sol, pois protegem contra a radiação ultravioleta.

As lentes com tratamento antirreflexo melhoram a visão em 30% se comparada às sem esse tipo de tratamento. Por isso, são também indicadas para motoristas.

A infração por dirigir sem lentes corretivas


No caso de usar lentes corretivas, a CNH vem com a letra “A” no verso. Como lentes corretivas entende-se o uso de óculos de grau, lentes de contato e óculos de sol com grau.

Se for pego dirigindo sem as lentes corretivas, o motorista é autuado inciso VI do artigo 162 do CTB.

A infração de dirigir sem lentes corretoras, que é um equipamento de segurança ao condutor habilitado é de natureza gravíssima, com a adição de sete pontos na CNH e multa de R$ 293,47.

Além disso, o veículo é retido até que apresente um condutor habilitado ou que a irregularidade seja resolvida.

Agora que você já sabe como é o exame de vista para habilitação, se tiver algum problema na visão é essencial que não esconda do médico perito, já que o uso de lentes corretivas é uma questão de segurança. Do mesmo modo, em hipótese nenhuma dirija sem usar seus óculos.

Vale a pena ler também: