Como pagar multa de trânsito?

Você recebeu uma notificação de autuação de multa de trânsito e está em dúvida de como realizar o pagamento? Neste texto iremos ensinar como pagar multa de trânsito.

O que fazer ao receber uma multa de trânsito?


Ao receber uma Notificação de Infração de Trânsito, é preciso atentar alguns dados, que são:

  • Se a marca, a cor e o modelo do veículo registrados na notificação são os mesmo do seu veículo;
  • O período entre a data em que a infração foi cometida e a data da postagem da autuação não pode exceder 30 dias;
  • Se o veículo ainda lhe pertence.

É importante verificar essas informações, pois pode ocorrer de haver algum engano e a multa ir errado para você.

Caso essas informações não estejam de acordo, procure um posto de atendimento do DETRAN.

como pagar multa de trânsito

Como fazer o pagamento da multa de trânsito?


Agora, vamos falar como pagar multa de trânsito. É muito simples! Até a data de vencimento que consta na Notificação de Infração de Trânsito, o pagamento poderá ser feito com o próprio documento.

Mas, em caso de perda ou extravio da Notificação de Infração, é possível emitir um novo boleto no site do DETRAN de seu estado ou indo a um posto presencialmente.

Em caso de atraso, o código de barra da notificação também é invalidado, sendo preciso à retirada de um novo boleto. Alguns estados permitem o parcelamento de multas.

Lembrando que no caso de a multa não ser paga, é inviabilizada a possibilidade de obter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo.

Ao optar pelo parcelamento, na primeira parcela para o proprietário já pode agendar a vistoria, mas ainda vai continuar impedido de fazer a transferência de jurisdição e propriedade enquanto o débito não for quitado integralmente.

Posso recorrer de uma multa de trânsito?


No caso se o motorista autuado não concorde com a infração, é possível entrar com recurso junto ao DETRAN para tentar rever a multa. Este é um direito assegurado pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e também pela Constituição Federal de 1988.

Durante o andamento dos recursos, as multas ficam em suspenso, incluindo seu pagamento.

No caso do condutor pagar a multa se aproveitando do desconto oferecido pelo pagamento antecipado, em caso de ganhar o recurso, é possível reaver o dinheiro.

Entretanto, para pedir a revisão da multa de trânsito, é preciso ficar atento aos prazos. O recurso de multas de trânsito pode ser feito três vezes, nos seguintes procedimentos:

  1. Defesa prévia: Primeiro recurso onde o motorista apresenta argumentos, em especial de erros cometidos no auto da infração, irregularidades e identificação do condutor.
  2. Recurso: Caso a Defesa seja deferida, o motorista possui a possibilidade de apresentar um recurso junto a Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI) e apresentar argumentos que mostrem o motivo da multa precisar ser revista.
  3. Recurso em 2ª instância: No caso no recurso no JARI ser deferido, a última opção é recorrer para o Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN) ou Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), a depender da infração.

Se não houver sucesso neste último recurso, o motorista vai ter que assumir a infração.

Agora que você já sabe como pagar multa de trânsito e entrar com recurso no caso de não concordar com a aplicação da mesma, é de sua responsabilidade estar atento aos prazos de vencimento para que não tenha problemas com os órgãos de trânsito de sua cidade.

Já que se não estiver com a situação regularizada, não será possível fazer o licenciamento de seu veículo e no caso de uma fiscalização o mesmo será retido ao pátio do DETRAN e só poderá ser resgatado quando todo o débito estiver quitado.

Vale a pena ler também: