Como fazer a desalienação de um veículo

Após pagar prestações por um longo período, o veículo é finalmente seu. Seja CDC ou mesmo Leasing, são necessários alguns procedimentos, assim você deve ficar atento para não ter nenhum problema ou ter de sofrer com fraudes.

Para lhe ajudar com isso fizemos este artigo especialmente para você aprender a como fazer a desalienação de um veículo. Afinal esse é um procedimento de suma importância e muitas pessoas não sabem como fazer!

Como fazer a desalienação do meu carro?


Uma vez que você tenha quitado o seu carro, fazer a desalienação e regularizar a documentação é essencial, mas esse é um processo que apesar de ser bastante simples, gera muitas dúvidas por falta de orientação, mas entenda que a diferença fundamental está no tipo do financiamento que foi contratado!

Leia também: A partir de quantos anos pode tirar habilitação

CDC

No caso de financiamento por Crédito Direto ao Consumidor (CDC), que é a modalidade mais comum de venda atualmente, o carro desde o início do contrato fica em nome do comprador, isto é ótimo, porém o veículo continua alienado para a instituição financeira! No campo de observações do documento do veículo consta o termo “alienação fiduciária”, seguida pelo nome do Banco responsável.

como fazer a desalienação de um veículo

Uma vez que você tenha pago todas as prestações, é de total responsabilidade da instituição financeira comunicar ao Detran o fim do pagamento das prestações. Assim é inserida automaticamente no sistema a informação de desalienação, pronto!

O veículo já está liberado para a venda ou qualquer outro trâmite. Sem a necessidade de emissão de um novo documento, mas fique atento pois não é raro que o banco demore até 40 dias para repassar tal informação ao Detran, em certos casos pode acontecer até mesmo da instituição financeira não repassar informação alguma.

Desse modo sobra para o proprietário do veículo procurar a instituição financeira, e comprovar o pagamento de todas as prestações, pedindo assim que o comunicado seja feito ao Detran, isso já se tornou até comum, ainda mais nos casos em que o veículo é quitado antecipadamente ao financiamento.

Outro ponto importante é saber que ainda que a informação de desalienação não deixará de constar no sistema, isso não traz nenhum problema ao proprietário do veículo, pois o veículo já está desalienado, mas mesmo assim, se o dono do veículo quiser retirar esta informação basta fazer uma alteração de dados, obviamente que só é possível fazer isto depois que o banco informar a desalienação.

LEASING

É o meio alternativo de financiamento, no qual a compra do carro fica em nome da instituição financeira, e o dono do carro se torna o arrendatário, neste tipo de negócio, o campo de observações do documento do carro consta a informação “arrendamento mercantil”, seguido pelo nome do futuro dono do veículo.

Quando todas as prestações forem pagas, o banco também deverá fazer o comunicado de desalienação, e mesmo após o banco executar tal ação, o processo ainda não está finalizado completamente.

desalienação de veículo

Uma vez que o banco tenha feito o comunicado de desalienação do veículo, o proprietário deverá enviar pelos Correios com AR (carta registrada) uma série de documentos para o banco contratado, incluindo o recibo de transferência CRV original totalmente em branco e sem assinar (isso deve ser feito sem medo, daí a necessidade de ser uma AR).

Esse procedimento geralmente é descrito no próprio carnê de pagamento, ou no site do banco contratado. Assim que o banco receber a documentação, o mesmo irá preencher o recibo de transferência, datando, assinando e reconhecendo a firma. Em seguida o banco enviará o documento para o proprietário do veículo novamente.

À ver superficialmente, é como se você estivesse comprando o veículo do banco, mas o processo é muito simples e não há necessidade do despachante. O serviço possui uma taxa média de R$ 133,42 e o carro deve ser levado ao Detran para vistoria e emissão de um novo documento.

Vale ressaltar que o proprietário do veículo deve ficar sempre atento à data no recibo de transferência, pois o prazo para fazer esse processo é contado a partir desta data, sendo ao todo um prazo de 30 dias. Como a documentação geralmente vai para São Paulo, quando o CRV volta é comum restarem cerca de dois ou 3 dias somente para fazer a transferência, portanto nada de deixar pra última hora.

Com todo esse processo concluído, o veículo já estará desalienado totalmente e o proprietário não terá nenhum problema futuro com isto.

Como alterar os dados do veículo?


Entre no site do Detran do seu Estado e procure por “Veículos” e “Alterações”. Não é difícil encontrar opções semelhantes, nestas opções é possível fazer a inclusão e retirada de restrição financeira, o serviço custa em média R$ 65,35, em seguida o carro deverá ser levado para a vistoria e consecutivamente a emissão do novo documento. Mas como dito, esta alteração é totalmente opcional para o proprietário.

Vale a pena ler também: